[ #MFFF2016 ] My French Film Festival 2016: Curtas Metragens - Final

terça-feira, fevereiro 02, 2016


Bonjour!

O My French Film Festival 2016 segue firme até o dia 18 de fevereiro, Não perca!

Ao todo, o festival está exibindo 11 curtas metragens, seis deles já foram comentados aqui no blog, confira na PARTE 1 e PARTE 2. Para finalizar, estes posts sobre os curtas metragens, irei comentar com você um pouco sobre os últimos cinco curtas metragens que se encontram no eixo "Woman's Tales" ou Contos Femininos.

Esse eixo trará a história de mulheres de diversas idades em situações bem distintas. Um dos meus curtas-metragens favoritos da mostra esta nessa categoria.

Let's Go!


 Au Sol (No Chão) de Alexis Michalik
Sinopse: Évelyne deve ir a Londres para o enterro da sua mãe. No aeroporto, é impossível encontrar os documentos para seu bebê, impossível ir mais longe. Com a ajuda de Stéphanie, uma jovem aeromoça, Évelyne lutará contra a administração e talvez possa decolar a tempo.

Comentário: O filme é uma história envolvente e gratificante.  Temos a burocracia e as leis criadas por desastre que dificultam a ida e o descolar de alguém simplesmente para ir ao enterro de um familiar. Tudo prejudica, há a vontade de ajuda, mas o que fazer diante da burocracia?
Um mulher decidida, resolve fazer algo.
E sabe, eu simplesmente terminei o curta torcendo ofegante e simplesmente querendo agradecer aquele mulher por todo o esforço. ela poderia não conseguir, mas tentou. Quantos de nós faríamos a mesma coisa.
Pelo medo, a primeira atendente não fez o máximo, não queria perder o emprego. É incrível! O que fazer diante de situações como essas?
Eu poderia falar de um defeito técnico que eu não gostei, mas sinceramente não se torna relevante.
De toda a mostra esse com certeza é um dos, senão o meu curta metragem favorito.

Confira: http://www.myfrenchfilmfestival.com/pt/movie?movie=37759

"Les Filles" (As Meninas) de Alice Douard
Sinopse: É verão. Charlotte trabalha no pedágio da rodovia do sul e treina para o jogo de futebol amador organizado por sua irmã Nath.

Comentário: É complicado comentar em poucas palavras sobre este curta. Não que ele seja um espetáculo, pelo contrário até aqui foi o filme mais fraco ao meu ver. Contudo, posso dizer que é um filme fraco com um momento interessante de fato. A sequência futebolística do final é intensa, clara e satisfatória. Tudo o que vem antes fica meio preguiçoso, apesar de (dando o braço a torcer) importante. Achei um filme sem motivação clara, apesar de atuações bem convincentes.Tem seus pontos positivos de edição, mas falha no roteiro que é o ponto critico e problemático do curta em minha opinião.
Mas, assista e tire suas próprias conclusões.

Confira: http://www.myfrenchfilmfestival.com/pt/movie?movie=40386


"La Fin du dragon" ( A Morte do Dragão) de Marina Diaby
Sinopse: Marianne, Mike e Angèle estão reunidos em torno de sua mãe. Em dez dias, quando desligarem as máquinas que a mantêm em coma, Claudine estará morta. Dez dias? Marianne não entende que devam esperar tanto tempo. Felizmente, Angèle se esforça para organizar tudo milimetricamente e Mike, por sua vez, faz tudo para não contrariar ninguém. Tudo dará certo. Nem mesmo o cachorro havia sido tão carinhoso assim até então.

Comentário: De inicio eu não esperava tanto assim da história porém o filme se revelou algo melancólico, porém muito sutil.
A personagem central da trama é complexa e (in)segura de si. Ela é o foco e alvo da história. Os coadjuvantes dão uma boa base psicológica e jovial a trama. 
O final é complexo, porque a sutileza acaba por se fixar nas imagens e não nos diálogos. Com uma canção forte a história termina de forma aberta.
O filme, retrata a vida de três irmãos diante da morte definitiva da mãe. É algo triste, porém bonito de ver. Um grande drama.

Confira: http://www.myfrenchfilmfestival.com/pt/movie?movie=40364



"Jeunesse des loups garous" ( Monstros se tornam Amantes) de Yann Delattre
Sinopse: Entre seu trabalho, seu namorado e a companheira japonesa com quem divide a casa, Julie avança com decisão na vida sem ver Sébastien, que tenta seduzi-la de forma tímida e desastrada.

Comentário: Eu assisti a esta história no fim de um dia estressante. Eu escolhi o curta e imaginava um grande drama porém, foi ma grata surpresa para finalizar a noite!
Uma história de amor fofa, porém sem clichês chatos e secos. A História traz personagens bem simples, mas bem legais de se acompanhar e de torcer. É o famoso Shippar que você leva por 20 minutos. É uma doce comédia romãntica em 20 minutos. Muito bonita. É um dos meus favoritos com toda certeza.


Belle Gueule ( O Verão de Sarah) de Emma Benestan

Sinopse: É verão no Sul. A cada dia, Sarah, de dezesseis anos, vende rosquinhas com seu pai na praia. Uma tarde, ela conhece Baptiste.


Comentário: O ultimo conto ou curta que eu apreciei e posso que é um filme interessante, com uma boa atriz interpretando uma adolescente chata, um tanto arrogante, meio sem causa. A relação dela com o pai é o arco mais forte do filme, e o relacionamento dela com o rapaz, só vem a ser algo para ajuda-la a crescer. A grande aposta do filme é a temática do erro para se aprender. Nada muito original, mas se destaca pelas suas atuações.
Interessante!

Confira: http://www.myfrenchfilmfestival.com/pt/movie?movie=39733

**********************************************
Assim sendo, o que acharam? O que estão achando? 
Está participando do Festival? 
Aguardo seus comentário sobre os curtas metragens, opiniões sobre o festival. Lembrando que os curtas estarão disponíveis no site do evento até o dia 18 de fevereiro de 2016. Não Perca!

Porém, não é o fim da cobertura sobre o festival neste blog. Ainda esta semana serão publicados as resenhas ou comentários dos dois documentários exibidos no festival! Não percam!

Confira a PARTE 1 e PARTE 2. 

Até mais!

Jônatas Amaral

You Might Also Like

0 comentários

DIA DO ESTUDANTE AMAZON