[RESENHA] "VENENO - Saga Encantadas Livro 1" de Sarah Pinborough

Sarah Pinborough


Quantas histórias podem começar com um simples “Era uma vez...” ?

Interessante notar, o quanto os contos de fadas nos ensinam. Eles fazem parte da história de cada ser humano. Por mais diferentes que sejam. Os contos de Fadas. Seriam histórias apenas para crianças?

Tais contos, na antiguidade eram passados de geração em geração, cada um trazendo novas passagens, novos acontecimentos, retirando algo, acrescentando um ponto. Crianças e adultos mergulhados nas histórias que tanto ensinavam.

Os contos de fadas podem ser para adultos também. Sarah Pinborough prova isso na saga encantadas, especificamente no livro 1: “VENENO”. 

Em um reino distante, um velho rei precisa se ausentar para uma batalha, deixando sua bela filha aos cuidados de sua esposa, uma mulher sexy e de estrema beleza que foi obrigada a casar-se muito cedo e que aprendeu a tirar os obstáculos da frente tão logo apareçam.
Branca de neve não queria que seu pai fosse para a batalha, ela já tinha problemas demais com sua madrasta. Ela não queria usar corpetes apertadíssimos e se portar como realeza, mas sim aproveitar sua juventude e se divertir. Sozinha, na companhia apenas de seus estranhos amigos anões, ela sabe que haverá problemas.
A rainha não teria problema nenhum com Branca de Neve, desde que ela se portasse como uma dama e não como uma selvagem. Aproveitando a ausência do Rei, ela ensinará algumas lições à enteada; entre outras coisas, ela quer mostrar quem manda ali. Mas Branca de Neve não é do tipo “pobre mocinha”. Aliás, ela não é do tipo “mocinha”, “Princesa”, “esposa”. E essa disputa de forças vai abalar todos no reino. Seja um caçados de passagem por ali, um príncipe desajustado ou os anões à margem da sociedade: quem escolher um lado pagará um preço muito alto pela ousadia.

Ao ler o ponto final deste primeiro livro da Série Encantadas, pela primeira vez eu fiquei em estado de indecisão. Afinal, qual é a minha opinião sobre este livro? Eu gostei? Não gostei? Foram alguns dias pensando e refletindo. E, confesso, não ter chegado a uma conclusão especifica e clara, extremamente claro. Logo, posso dizer da seguinte forma: Um livro que vale a pena ler, por ser encantador, porém que possui pontos falhos, em minha opinião.

Sarah Pinborough trouxe outra releitura sobre os contos de fadas, que tornaram interessantes nos últimos anos. Fez isso de uma forma muito instigante. Trazendo, neste livro, a história de A Branca de Neve. E com a premissa de nos levar a repensar nossos vilões. Repensar os moçinhos.

Branca de neve, não é uma princesa comum. Tem atitudes fora do padrão. Mas pensamos? Ela deixa de ser a princesa que se espera? Ela possui atitudes erradas, diante da corte. Mas seriam elas erradas de fato?



A rainha é má. Pelo seu passado sombrio. A questão da beleza ainda está lá, presente. Mas, não é só isso. Confesso, a rainha tornou-se para mim um personagem muito mais interessante nas mãos de Sarah Pinborough. Assim como, Branca de neve, que nunca fora minha princesa de conto de fadas preferida.

A autora escolheu uma forma muito interessante de contar essa história: Uma linguagem poética, por vezes sarcástica, irônica, sombria, deliciosa, por vezes, sensual. O que eu achei incrível, porque isso faz o livro evoluir.

Porém, em alguns momentos senti falta de um maior aprofundamento de alguns personagens, apesar de achar que a mesma poderá resolver essas pontas no segundo volume. Mas, senti falta durante a leitura de alguns detalhes; alguns personagens, principalmente aqueles de outras histórias, ficaram um pouco jogados. Ainda assim, acredito que a autora preencha isso nos próximos volumes.

Do inicio ao meio, a história flui, começa a tornar-se sombria. E verdadeiramente, se começa a perceber o que os contos têm de melhor, nos levar a uma resposta dentro de nós. Começamos a perceber, por exemplo, por mais nobres que sejam nossas ações nem sempre elas serão vistas com bons olhos. As aparências enganam. A beleza é uma dádiva e também uma maldição. O que imaginamos pode torna-se verdade nas nossas palavras, mesmo que sob forma de mentira.


Nos capítulos finais, geralmente nesse tipo de livro temos uma aceleração, uma ação maior. Algo que senti falta nesse livro, mas creio que é justificável. O foco da autora é nos levar para o ápice, para o fim surpreendente que eu tanto esperava.

Gostaria de comentar rápido sobre um detalhe, que não irei revelar, pois assim estaria dando spoiler, mas confesso que foi a única coisa que detesteis de fato. Foi criativa a saída que ela utilizou para determinada situação, acho que para dá um tom engraçado e sarcástico foi um tiro certeiro. Contudo, acho que outra saída seria muito melhor. Não é algo que atrapalhe a história, é até um fato importante para trama, mas particularmente eu não gostei.

Último Capítulo

O final, preciso comentar, foi o elemento que eu mais gostei. Simplesmente, me surpreendeu de tal forma que eu quase não acreditei. E verdadeiramente, neste final, a frase “repense seus vilões”, ficou clara para mim. Ficou claro no final onde a autora está pretendendo ir. É algo para se saudar de pé. Foi um final psicótico. Aqui, sim, digo valeu a pena ler e continuo querendo ler a continuação até o terceiro e último livro da série.

É uma obra que encanta que te relaxa. É uma boa história para passar um tempo no reino distante em uma tarde. É um livro interessante de ler. Apesar dos seus momentos falhos. É um livro que vale a pena.

Sagas encantadas Sarah Pinborough
Veneno. Titulo Original: Poison. De Sarah Pinborough. Tradução de Edmuno Barreiros
 Editora Única. 2013.  223 Páginas.

Não se pode deixar de falar: A diagramação é linda, o que vale mais a pena. Pois, todos os detalhes te ajudam a imaginar aquele lugar, determinados momentos. Sem falar da capa, que uma das mais lindas que eu já vi. E, confesso você encontrará essa cena no livro. Parabéns a Editora Única, pelo excelente trabalho.

Para finalizar esta resenha, uma das mais difíceis que já escrevi, quero indicar a obra para os amantes de uma boa história de fantasia, com dramas e artimanhas. Atitudes que fazem rir e chorar. Sensualidade, erotismo, sem ser pornográfico. Para aqueles que querem uma história para relaxar e se encantar. “Veneno” é uma obra, que apesar de detalhes falhos, que podem ou não agradar, é um livro que vale a pena mergulhar em suas páginas e se encantar.




Onde Comprar?



Por Jônatas Amaral

Jônatas Amaral

Sou Jônatas Amaral, 22 anos. Paraense, Brasileiro. Formado em Letras - Língua Portuguesa. Um sonhador por natureza.

7 comentários:

  1. Bah, primeira resenha que vejo falando sobre pontos falhos no livro! Já tinha lido algumas, mas elas foram extremamente elogiosas quanto á ele. Mesmo assim, ainda estou interessada na obra, mesmo sendo uma série (o que poderia me afastar o interesse), releituras de contos de fadas sempre me interessam <3

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Concordo com tudo o que você disse, inclusive sobre não saber de imediato a opinião sobre "Veneno". Mas acho impossível alguém chegar ao final e não se surpreender, ou no máximo querer mais. Eu particularmente gosto muito da escrita da Sarah, por isso estou bem ansioso pela leitura do terceiro e (infelizmente) último livro. Só espero que você goste da continuação assim como eu - o que você bem sabe o motivo com a minha resenha.

    Abraços,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que interessante sua resenha. Pelo que li, deu a entender que a autora conseguiu montar uma rainha mais completa - digamos assim - do que aquela a qual estamos habituados.
    .
    Por causa da faculdade eu estou sem tempo para postar, mas estou acompanhando a relação de blogs preferidos - e o seu está nele, rsrsr -, só que como estou offline na maioria das vezes e leio rápido não consigo postar um comentário significantes. Mas espero retomar isso em breve. Aproveito para dizer que deixei uma tag lá no blog pra vc.
    http://leiagarotaleia.blogspot.com.br/2014/02/tag-primeiro-e-ultimo.html

    ResponderExcluir
  4. Minha filha ganhou esses livros, não sei se é algo erótico para uma criança, seria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, bom depende muito.
      Ele é livro um pouco erótico sim muitos momentos. É um livro mais para adolescentes do que para crianças em si. Aconselharia você lê-lo primeiro e tirar suas conclusões.

      Excluir
  5. Esse livro acabo com a minha infância...

    ResponderExcluir
  6. Esse livro acabo com a minha infância...

    ResponderExcluir